Sobre

Nelson Miranda (Portugal, 1979). Vive e trabalha no Porto. Licenciado e Mestre em Arquitetura (FAUP, Porto, 2004 e 2011). Em 2013 inicia um percurso de autor na área da fotografia, focado principalmente na investigação e documentacão da presença humana no território e o seu papel na transformação da paisagem e contextos sociopolíticos.

O seu trabalho tem vindo a ser alvo de crescente curiosidade e recentemente recebeu uma bolsa da Fundação Oriente para a realização do projeto fotográfico ‘Nepal, Odemira’ no Nepal (2023) e apoio da Fundação Calouste Gulbenkian para a edição do livro de artista “A story here to stay” (2021).

Foi selecionado para diversos prémios e projetos expositivos e editoriais, dos quais se distinguem:

  • “Vozes da Paisagem”, Pavilhão de Exposições da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto (PT, 2023);
  • Prémio Urbanautica Institute 2022 (IT, 2023);
  • “EIRA”, exposição individual com curadoria de Pablo Berástegui Lozano (Centro Português de Fotografia, PT, 2023);
  • Prémio Aquisição, “Diversidade – Investigação” – XXI Bienal Internacional de Arte de Cerveira (PT, 2020);
  • “Lugares de Memória” – Contextile – Bienal de Arte Têxtil Contemporânea (PT, 2020);
  • “Pequenos fins do mundo”, exposição individual com curadoria de Estefânia R. de Almeida (Galeria Adorna, Porto, PT, 2020);
  • “Atlántica Colectivas” – Fotonoviembre – Bienal Internacional de Fotografia de Tenerife (ES, 2019);
  • Prémio “Discovery Awards 2019” – Encontros da Imagem – International Photography and Visual Arts Festival (PT, 2019);
  • “Mirror Land” – Batumi Photodays (GE, 2019);
  • “Festival Circulation(s)”, Festival Europeu de Fotografia Emergente com direção artística de François Cheval e Audrey Hoareau (FR, 2019);
  • “Riba de Ave” – MIP, Mês da Imagem do Porto (PT, 2018);
  • “Reclaiming Our Future” – Reclaim Photography Festival (UK, 2018);
  • “Fundação Lar do Emigrante Português no Mundo”, exposição individual com curadoria de Vera Carmo (Espaço Campanhã, Porto, PT, 2017).

O seu trabalho está representado em coleções públicas, nomeadamente no Núcleo de Arte Contemporânea da Coleção Municipal do Porto (PT), na Biblioteca de Arte da Fundação Calouste Gulbenkian (PT), na Fundação Bienal de Arte de Cerveira (PT) e também em coleções privadas, nacionais e estrangeiras.